O MEF nas conversas à volta dos direitos humanos

SobreHumanidades, espaço informal de debate e discussão sobre direitos humanos e áreas relacionadas.

21463114_377847739297523_2632675799897095601_n

“A mente intuitiva é um dom sagrado e a mente racional um servo fiel. Criamos uma sociedade que honra o servo e se esqueceu do dom.” Albert Einstein

Quando os Direitos Humanos são postos em causa, quando os factos não influenciam as decisões e as opiniões se tornam factos, é necessário encontrar novas formas de falar de Direitos Humanos. Será a arte, em todas as suas formas (teatro, música, cinemal, literatura, fotografia…) uma forma de trazer mudança e justiça social? Como é que a arte deve abordar os Direitos Humanos?

A arte provoca, traz novas perspectivas, e fornece imagens, sons e sensações. Será a arte parte da solução para a presente crise política?

Para iniciar a discussão, pedimos à Tânia Araújo, do Movimento de Expressão Fotográfica, e a Susana Gaspar, da Amnistia Internacional Portugal e actriz, para nos apresentarem os seus projectos e opiniões sobre o assunto. Contamos com as vossas ideias e contribuições!

PS: as mãos a sair da água em Veneza são uma obra de Lorenzo Quinn, na última Bienalle, para chamar a atenção para as alterações climáticas.


Terça-feira, 10 de Outubro às 19:00 – 21:00

Renovar A Mouraria

Beco do Rosendo, 8 e 10, 1100-460 Lisboa
Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on TumblrPrint this pageEmail this to someone