Visita à Exposição de Francesca Woodman “On being an angel “

Francesca Woodman, On Being an Angel # 1, 1977 © Betty and George Woodman NB: No toning, cropping, enlarging, or overprinting with text allowed.
Francesca Woodman, On Being an Angel # 1, 1977. © Betty and George Woodman.


No fim de semana de 4 e 5 de janeiro de 2020 vamos visitar a exposição “On being an angel ” de Francesca Woodman em Madrid na Fundación Canal de Isabel II.  

A visita é gratuita e aberta aos sócios, amigos, alunos e companheiros de viagem do MEF.  A dormida será organizada em  conjunto e os valores serão anunciados quando o grupo estiver fechado.

Nota: quem possa partilhar carro em viagem solicitamos que o assinale no formulário de inscrição para melhor podermos organizar as boleias entre os participantes. 


FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

Exposição “On being an angel ” de Francesca Woodman


A artista americana Francesca Woodman (Denver, 1958 – Nova Iorque, 1981) é a protagonista desta exposição monográfica, que reúne a maior parte das suas séries fotográficas e temáticas. A própria artista é a protagonista das imagens, que se centram na fisionomia da mulher em geral, e no seu próprio corpo em particular.

A mostra, reúne 102 fotografias e 6 curtas-metragens, e permite-nos observar uma beleza frágil, etérea e tenebrosa, com imagens muitas vezes capturadas em lugares abandonados e fantasmagóricos. Considerada uma das maiores fotógrafas de todos os tempos, a sua figura esteve sempre rodeada de mistério, o que, depois do seu trágico fim, levou a que se convertesse rapidamente numa legenda.

Obcecada com a sua imagem e com a procura da sua própria identidade, Francesca Woodman retratava-se criando um corpus fotográfico impregnado de simbolismo, deixando mais de 10 000 negativos e 800 fotografias impressas, através das quais transmitia a sua paixão pelo seu trabalho e a sua procura incessante.

Através da sua obra, Woodman reivindica a consciência do corpo feminino, e a importância da representação. A mulher como artista e como sujeito da obra, uma modelo em movimento, que rompe com o papel que lhe foi historicamente atribuído, diferenciando entre o ser e a sua representação.

(in: https://www.esmadrid.com)

_CACHE_banner_r1_f_woodman


 

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on TumblrPrint this pageEmail this to someone