Experiência Fotográfica no caminho de Santiago de Compostela

Caminho de Santiago, caminharemos através de paisagens verdejantes, bosques, terras cultivadas e aldeias, seremos encantados pelas vivências de Galicia e abraçaremos na alegria Santiago de Compostela.

©Tânia Araújo

A experiência tem como objectivo a realização de uma experiência fotográfica em viagem e será orientado por uma equipa de dois responsáveis do MEF, que acompanharão os projectos individuais a desenvolver pelos participantes.

A experiência consiste na realização de um trabalho fotográfico a ser realizado no caminho português de Santiago, entre Valença do Minho e Santiago de Compostela. A experiência incidirá no método de aprendizagem através da prática, explorando a vertente estética da imagem e o seu carácter experimentalista. A exploração fotográfica aponta diretamente na orientação de um diário visual, que retrata o dia a dia da viagem ao longo de 125 km. 



Ver Itinerário | Ficha de Inscrição | A Compostela


© Tânia Araújo

A experiência será dividida em duas sessões para além da viagem: 

  • Sessão 1 – Viagem de itinerário fotográfico – fotografia do quotidiano

Informações e conhecimento do itinerário e trabalho fotográfico a realizar

  • Sessão 2 – A fotografia como forma de conhecimento 

Análise crítica ao trabalho desenvolvido. Discussão e comentário final às imagens realizadas durante a viagem. Edição final das imagens que compõem o trabalho. 


© Tânia Araújo

Duração da experiência 

Decorrer da viagem: 8 dias de fotografia; 3 dias de discussão e visualização de imagens.  

Sessões espaço MEF Bairro dos Lóios: 2 sessões de 2h. 

Horário das sessões em sala 

Espaço MEF Bairro dos Lóios: 19.30m /21.30m. 

Datas da viagem 

1º Encontro para organizar detalhes de viagem: Setembro 2020

Datas de viagem: de 3 a 11 de Outubro de 2020

  • Partida de Lisboa a 3 de Outubro
  • Regresso a Lisboa a 11 de Outubro
  • Total de 8 dias em viagem 

Sessão antes da viagem: 28 de Setembro 2020

Sessão depois da viagem: Novembro 2020 


© Tânia Araújo

Equipa

Luís Rocha, Formação e logística; análise fotográfica; 

Tânia Araújo, Produção e logística; acompanhamento no terreno; 

Local de Formação 

Rua Norte Júnior, n.º 17 A/D, r/c, loja 1 Bairro dos Lóios – Lisboa 

Valor da experiência 

Inclui acompanhamento fotográfico personalizado com cada um dos participantes, formação teórica e prática, edição e discussão de imagens em grupo, orientação de viagem. 

Tem o custo individual de 550 euros:

Inclui 

  • Alojamento durante todo o programa; 
  • Deslocação em carrinha privada de Lisboa a Valença do Minho – Santiago Compostela – Lisboa;
  • Acompanhamento por dois elementos da equipa do MEF;
  • Formação sobre fotografia; 
  • Apoio à preparação da viagem;  
  • Carro de apoio ao longo de todo o percurso de viagem; 
  • Credencial de peregrino (a ser carimbada no mínimo 2 vezes por dia, nas igrejas, albergues, mosteiros, catedrais, e todos os lugares relacionados com o Caminho);
  • Conselhos e recomendações;
  • Orientação de viagem.

Exclui 

  • Alimentação (valor aproximado de 20€/dia);
  • Extras pessoais como bebidas, telefone, etc.;
  • Transportes fora das actividades programadas;
  • Entradas em monumentos; 
  • Seguro de viagem; 
  • Outros itens não indicados no ponto de inclusões. 

Contactos | Informações

Email geral: geral@mef.pt

Luís Rocha – 96 252 74 53 | luis.rocha@mef.pt

Tânia Araújo – 965 831 620 | tania.araujo@mef.pt


“Nós saímos do Caminho mas o Caminho nunca sai de nós”

Percorremos no total 198km, durante 8 dias pelo caminho do Norte. Última etapa realizada ontem entre Pedrouzo e Santiago. Chegar dá-nos um sentimento de missão cumprida ao que nos propusemos realizar, mas o importante não é a meta, a chegada, o importante foi como decidimos olhar, conhecer, comer, beber, rir, sentir, cheirar, dormir, admirar…fica na memória a Pota Madre com cheirinho, a bolha antes do caminho, o pulpo, as cañas, o jantar de verdadeiro espírito de xacobeo, a boleia até ao supermercado, a vespa cortada ao meio, as companheiras de caminho que nos ofereceram um café, o homem português do Norte, a chuvada que nem nos permitia ver o caminho, o Carvalho que nos abrigou, o senhor do albergue que nos estendeu a roupa, a boleia até ao primeiro albergue, o pic nic junto à fonte, a cozinha privada, a garagem da paisagem, as sapatilhas que não saíram da mala, a italiana logo pela manhã a oferecer o sumo que nos fez acordar, o ovo estrelado dos nossos companheiros de fogão, o colete de salvação, o chapéu de chuva encontrado, as couves do tamanho do mundo, o por do sol na espreguiçadeira, as amoras à espera que a chuva parasse, a dormida no convento, a cama partida do último peregrino a chegar, a carroça para descansar, a mesa montada para jantar…
O caminho é um acumular de sensações que te fazem emocionar, o seu terminar são a descompressão de tudo isto e um lembrar de cada etapa que passámos tal como na vida, por isso o importante é a forma como o vivemos a cada dia e a cada quilômetro e com quem o escolhemos fazer.
Amanhã vou sentir falta de caminhar!

Tânia Araújo, Agosto de 2019.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on TumblrPrint this pageEmail this to someone

Junta-te a este movimento!