© Ana França | Fotografia e Narrativa, Vamos criar a imagem de uma quarentena.

Em Forma


A rapariga enfrenta uma nova realidade, procura adaptar-se, a mente voa e lembra o que antes existia... Não chora, apenas tenta encaixar-se nos seus desejos e almeja a concretização. Não pára, nem mesmo presa em casa, é uma guerreira e procura um outro começo. Fortalece a mente, o corpo e ergue-se! O isolamento não a faz de si um ser estático, paralisado no tempo, ou, sem reacção. Pelo contrário, fá-la sair da sua zona de conforto e enfrentar novos desafios. Separada do todo no espaço, ligada ao todo pela vida.

Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on TumblrPrint this pageEmail this to someone